Diabetes

Quais são as placas ateroscleróticas: como tratá-las?

A aterosclerose, que está intrinsecamente ligada à formação de placas ateroscleróticas dentro das artérias / vasos, é uma das patologias mais comuns dos tempos modernos. Seu aumento leva a complicações sérias.

As placas ateroscleróticas são um acúmulo de células endoteliais do colesterol, localizadas nas paredes internas dos vasos, responsáveis ​​pela elasticidade das mesmas. Conforme a doença progride, o álcool graxo é misturado com sais de cálcio, o que leva à compactação dos tumores.

Quando as placas se tornam mais densas, parecem pequenas saliências que se elevam acima da superfície da parede. A falta de tratamento leva à sobreposição do lúmen vascular, as paredes são deformadas. Na maioria dos casos, formam-se placas na aorta da cavidade abdominal, vasos das extremidades inferiores, artérias coronárias.

A estrutura e densidade do neoplasma são devidas ao estágio da aterosclerose. Considere a velocidade com que as placas ateroscleróticas se formam, como limpar os vasos sanguíneos?

Estágios e tipos de placas ateroscleróticas

Contra o pano de fundo da aterosclerose, observa-se a “imersão” das paredes dos vasos sanguíneos com gorduras e colesterol. Como resultado deste processo, formam-se placas ateroscleróticas que estreitam o lúmen. Eles podem ulcerar, sair e formar coágulos sanguíneos em seu lugar. No agregado, isso leva à estenose ou bloqueio completo do lúmen, que é a causa da circulação sanguínea prejudicada.

A taxa de formação é devida a muitos fatores e fatores. Estes incluem a idade da pessoa, doenças crônicas, como diabetes. O período de formação de depósitos de colesterol é dividido em três etapas. No primeiro estágio, formam-se placas nas paredes das artérias. A taxa de aumento é lenta. Os sintomas não são detectados. Como a densidade das placas é baixa, é difícil diagnosticar a doença nesse estágio.

No segundo estágio, a compactação do colesterol começa a crescer. Eles se sobrepõem parcialmente ao lúmen do vaso sanguíneo. Diabéticos têm sintomas de aterosclerose. As neoplasias patológicas são facilmente diagnosticadas através de métodos de hardware.

No terceiro estágio, a área modificada se torna maior, mas a estrutura macia é mantida. Existe o risco de descolamento da placa ou bloqueio do vaso, o que é perigoso. Isso leva ao ataque cardíaco, derrame e outras conseqüências negativas. A última etapa é acompanhada por manifestações clínicas pronunciadas.

Na medicina, as placas ateroscleróticas são classificadas em tipos:

  • Baixa estabilidade. As placas ateroscleróticas são uma estrutura homogênea de natureza homogênea, caracterizada pela densidade. Este tipo tem o prognóstico mais desfavorável, uma vez que as neoplasias crescem rapidamente, o que leva à sintomatologia da insuficiência coronariana. É difícil diagnosticar em uma etapa inicial, por isso, as doenças em diabéticos muitas vezes já se detectam na presença de complicações;
  • Estabilidade média. As placas são representadas por selos soltos, cobertos por uma fina membrana fibrosa, que é facilmente rasgada. Com o crescimento de depósitos de colesterol formam coágulos sanguíneos. Esses tumores são tratados com sucesso porque não contêm sais de cálcio;
  • Alta estabilidade. O invólucro das formações de colesterol é composto de 90% de fibras de colágeno, que são caracterizadas por alta elasticidade. Placas crescem lentamente, mas constantemente. Os sais de cálcio se acumulam, dificultando o diagnóstico da patologia devido à alta densidade.

A estrutura das placas ateroscleróticas são homogêneas - uma vedação uniforme que tem uma superfície plana sem a inclusão de feixes vasculares e heterogêneas - há muitos crescimentos, depressões, a estrutura é frouxa com a inclusão de feixes vasculares, o que leva à ulceração permanente.

Por que placas de colesterol são formadas?

A aterosclerose é uma patologia multifatorial. Em outras palavras, a ocorrência de placas ateroscleróticas é devida ao impacto negativo de uma combinação de fatores provocadores. As razões incluem uma violação do metabolismo lipídico, hipertensão. Contra o pano de fundo da pressão cronicamente alta, o epitélio das paredes vascular esfolia, o que contribui para a rápida penetração de lipídios nos vasos.

Está provado que o risco de aterosclerose em um fumante é três vezes maior do que o de não-fumantes. Ao fumar, a disfunção endotelial gradual é detectada, o que parece ser um “empurrão” para a formação de placas ateroscleróticas. Além disso, o fumo do tabaco aumenta o risco de coágulos sanguíneos, o que provoca complicações precoces da doença.

Pacientes que sofrem de diabetes estão em risco de desenvolver aterosclerose, eles têm uma alta probabilidade de complicações. Nos homens com diabetes, o risco de acumulação de colesterol nos vasos aumenta cinco vezes, e nas mulheres aos 7. A probabilidade aumenta se outros fatores se juntarem - tabagismo, obesidade, açúcar elevado.

Outras causas de aterosclerose:

  1. Baixa atividade física.
  2. Predisposição genética.
  3. Excesso de peso / obesidade.
  4. Nutrição desequilibrada.
  5. Desequilíbrio hormonal.
  6. Idade acima de 55 anos.

Todos os fatores de risco são considerados juntos. Eles desempenham um papel não tanto no desenvolvimento da aterosclerose, como na sua progressão subsequente.

Os fatores mais significativos de acordo com a OMS incluem: diabetes, hipertensão, tabagismo, distúrbios do metabolismo da gordura, obesidade.

Manifestações clínicas da aterosclerose

Na fase inicial da lesão dos vasos sanguíneos, a clínica está ausente, pois o fluxo sanguíneo não é perturbado ou a violação é menor. Um aumento nos selos gordurosos leva à estenose arterial. Por sua vez, isso provoca o desenvolvimento de certos sintomas. A parte principal dos sintomas é específica, manifesta-se apenas quando uma certa parte do corpo é danificada.

Sinais comuns incluem dor. A síndrome da dor ocorre após a atividade física. A dor irradia para diferentes áreas do corpo, tem uma natureza pulsante. Os diabéticos também mostram fraqueza persistente, que pode durar várias horas ou alguns dias. Conforme as placas aumentam, há sensações dormentes na área afetada.

O resto da clínica devido à localização da lesão. Se a indução de colesterol se formou na aorta da região torácica, então os pacientes se queixam de dor no coração. Tende a dar no pescoço, braço, ombro esquerdo. A síndrome da dor não responde a drogas anestésicas, pode durar dois dias.

A formação de placas nos vasos do cérebro é acompanhada pela seguinte clínica:

  • Concentração prejudicada, capacidade de trabalho reduzida, fadiga crônica. A memória se deteriora;
  • Um diabético desenvolve uma síndrome depressiva. Às vezes, há aumento da agressão, caprichos, revelando uma tendência à histeria;
  • Perda de comportamento de controle. Violações da percepção visual, funções da fala. Também desenvolva paresia com desorientação no tempo e no espaço.

Com a derrota das pernas, a dor se manifesta durante o movimento, como resultado do qual o diabético constantemente coxeia. Conforme a doença progride, ocorrem úlceras tróficas, localizadas nos pés e / ou na área do vaso sanguíneo danificado. As úlceras crescem gradualmente, cobrindo uma grande área.

A formação de placas de colesterol na região abdominal é clinicamente detectada por uma deterioração do apetite, uma diminuição no peso corporal. Com o aumento das focas, manifesta dor no umbigo.

A violação do fluxo sanguíneo provoca uma violação parcial da funcionalidade dos órgãos na cavidade abdominal. Isto leva a problemas com o movimento do intestino e aumento da formação de gases.

Princípios do tratamento medicamentoso

Livrar-se de placas de aterosclerose, uso de métodos de medicina e não-medicina. A base da terapia é o nivelamento dos fatores provocadores que agravam o curso da doença. No tratamento conservador das drogas utilizadas, diminuindo a concentração de lipoproteína de baixa densidade; meios de promover a expansão de vasos sanguíneos; medicamentos para melhorar os processos de troca.

Princípios do tratamento da aterosclerose no diabetes: eliminar os fatores de risco - tabagismo, excesso de peso, dieta pouco saudável, indicadores de alto teor de açúcar e pressão. Como a aterosclerose é uma doença multifatorial, o tratamento complexo é necessário.

Para reduzir o teor de colesterol nocivo, reduzir o risco de infarto do miocárdio, medicamentos de grupos de estatinas e fibratos, ácido nicotínico, derivados de ácidos biliares são prescritos. O médico pode recomendar estatinas:

  1. Sinvastatina. Comprimidos reduzem a quantidade de LDL. A dose varia de 5 a 10 mg.
  2. A lovastatina inibe a produção de colesterol no corpo, reduz o LDL. Dose de 20-40 mg.

Para reduzir o risco de coágulos sanguíneos, são necessários medicamentos para melhorar a circulação sanguínea, dilatando os vasos sanguíneos. Atribuir pentoxifilina 100-200 mg 3 vezes ao dia; Actovegin é injetado por via intravenosa com 250-500 ml de solução todos os dias durante 2 semanas; Clopidogrel 75 mg por dia.

Quando a aterosclerose é combinada com diabetes mellitus, os diabéticos devem ser prescritos medicamentos que normalizam a glicose no organismo. O uso desses medicamentos não é menos importante do que o uso de drogas hipolipemiantes.

É a concentração de açúcar que determina a taxa de desenvolvimento de complicações na aterosclerose.

Remédios populares para placas ateroscleróticas

A medicina alternativa é rica em receitas que ajudam a combater as placas ateroscleróticas. O alho é um remédio natural para a aterosclerose. A maneira mais fácil de usá-lo é comida crua. O suficiente para comer 2-3 dentes todos os dias. Com base no alho, existem muitas receitas.

O “remédio” com alho e mel é preparado da seguinte forma: pique 250 g de alho, adicione 350 ml de mel líquido. Se o produto doce estiver cristalizado, você pode derretê-lo em banho-maria. Depois de insistir em componentes em uma sala fria por uma semana. Tome três vezes ao dia, a dosagem é uma colher de chá. A recepção é realizada 30 minutos antes das refeições.

Em casa, você pode fazer tintura com limão. Segundo as avaliações, um remédio caseiro normaliza o açúcar na diabetes, limpa os vasos sangüíneos dos depósitos de gordura, melhora a saúde, nivela a clínica da aterosclerose. Receita culinária:

  • Descasque três cabeças de alho, percorra um moedor de carne;
  • Lave 3 limões. Role em um moedor de carne com a casca;
  • Misture os componentes, despeje a água quente em um volume de 1500 ml;
  • Insistir significa dentro de 24 horas;
  • Pronto "medicamento" é armazenado na geladeira.

Tome a tintura três vezes ao dia. Dosagem para uma aplicação - uma colher de sopa. Beba meia hora antes das refeições. A duração do curso terapêutico de 10 dias, após um intervalo de uma semana, começa de novo. Um total de 3-6 cursos de diabetes será necessário.

Caldo com salsa: pique um monte grande de salsa, despeje 300 ml de gua quente, insistir 2 horas. Beba 50 ml 4 vezes ao dia. Duração da terapia - um mês, após 10 dias de intervalo, você pode repetir.

A aterosclerose vascular é uma doença insidiosa, uma vez que não há manifestações clínicas nos estágios iniciais, o que não permite o diagnóstico oportuno da doença. Quanto ao prognóstico em diabetes, é favorável somente se o paciente seguir rigorosamente as recomendações do médico, manter a glicose e a pressão em um nível aceitável, comer corretamente, praticar esportes e cumprir outras medidas que evitem complicações.

Sobre as placas de colesterol descritas no vídeo deste artigo.

Loading...